Maior evento de polo aquático infantil da América Latina terminou com muita festa

O time da Associação Bauruense de Desportes Aquáticos (ABDA) conquistou, ontem (13/12), o bicampeonato da Série Titan (primeira divisão) do festival HaBaWaBa Brasil sub-13 misto. A prata ficou com a equipe Sesi Vila Leopoldina Branco e o bronze com o time ABDA Luso, que disputou com o Sesi Vila Leopoldina Azul.

Na Série Tsu (segunda divisão), outro time “da casa”, o ABDA Sub-11, levou o troféu de campeão. A prata ficou com o Clube Internacional de Regatas, de Santos (SP), e o bronze com o time Polo FBDA Sudesb, projeto social de Salvador (BA), que disputou com a equipe Hebraica A.

Tanto Sesi quanto ABDA, anfitriã do evento, tinham outras equipes que se destacaram no festival. O HaBaWaBa Brasil contou, ao todo, com 25 times participantes, de 11 clubes de vários Estados brasileiros. O número de times quase dobrou em relação ao ano passado, quando 14 equipes estavam na disputa.

Time ABDA Sub-11 foi campeão da série Tsu

Time ABDA Sub-11 foi campeão da série Tsu

+ Mais FOTOS na GALERIA – Créditos: Wilian Olivato e Hender Medina

Troféu Fair Play – O time Passarinho Atividades Aquáticas, do Recife (PE), conquistou o Troféu Fair Play, por ter se destacado durante a competição pelo carisma, jogo limpo e disciplina. Havia ainda times de várias cidades de São Paulo (capital e interior), Rio de Janeiro e Brasília. “Tivemos procura de vários times estrangeiros, mas devido à pandemia, ainda não foi possível contar com a participação deles. Para o próximo ano, esperamos ampliar ainda mais o festival”, comentou Janaína Parra Grossi, uma das organizadoras do HaBaWaBa Brasil.

O atleta participante mais jovem também recebeu uma homenagem. Luiz Matheus da Silva Galvão, de apenas 8 anos, foi o mascote do time campeão ABDA, jogando na categoria sub-13.

Equipe Passarinho Atividades Aquáticas levou Troféu Fair Play para Recife

Equipe Passarinho Atividades Aquáticas levou Troféu Fair Play para Recife

Evento importante – O HaBaWaBa Brasil, realizado em Bauru, é a versão latino-americana do maior festival de polo aquático infantil do mundo criado na Itália pela Waterpolo Development, com aval da FINA e do Unicef. A ABDA participa do festival na Itália desde 2011 e, em 2020, trouxe o evento para o Brasil pela primeira vez. Outros países também realizam o HaBaWaBa.

O nome do evento é a junção das primeiras sílabas da expressão em inglês “happy baby water ball” que, traduzida, seria algo como “criança feliz com a bola na água”. “A ideia é ensinar o polo aquático através de atividades lúdicas e do respeito ao adversário e demais envolvidos, criando não apenas atletas, mas bons cidadãos”, explica Janaína.

Conhecimento e diversão – Além de polo aquático, o festival oferece diversas atividades para os participantes. Em 2021, o HaBaWaBa Brasil proporcionou para os atletas clínicas de nutrição, badminton, capoeira e percussão brasileira. Para os técnicos, foi realizado workshop com André Avallone, campeão de polo aquático e supervisor técnico do Sesi-SP.

Na Arena do evento, os times ainda puderam usufruir de brinquedos infláveis cedidos pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel) e área de alimentação. No contraturno dos jogos, as equipes se divertiram no complexo aquático Novo Thermas de Piratininga, parceiro da ABDA no evento.

As cerimônias de abertura e de encerramento tiveram apresentações dos alunos da ABDA Filarmônica, braço musical da associação, que executaram o Hino Nacional e outras canções. Durante os dias do evento, as crianças puderam interagir com os padrinhos do HaBaWaBa Brasil: o campeão olímpico húngaro e técnico da ABDA Attila Sudar; a atleta da ABDA e da seleção brasileira Letícia Belório; e o ex-atleta da ABDA e ex-goleiro da seleção brasileira Leonardo Fernandes (Gelão).

destacada_site_ABDA