Tênis usado pelo atleta Daniel Nascimento na maratona da Tóquio 2020 também ganhou local de destaque

O atleta Daniel Nascimento e o técnico Neto Gonçalves da Associação Bauruense de Desportes Aquáticos (ABDA) chegaram ontem (12/08) a Bauru, vindos do Japão, onde participaram das Olimpíadas Tóquio 2020, na disputa da maratona, a mais tradicional prova do atletismo.

Daniel Nascimento correu bem, no pelotão da frente, junto aos maiores nomes do mundo, até pouco mais da metade da prova, quando sentiu-se mal e acabou abandonando. Antes disso, chegou até a protagonizar uma cena rara no atletismo e trocar um “soquinho” amistoso com o queniano campeão mundial Eliud Kipchoge, que venceu a maratona.

Os dois olímpicos da ABDA foram recepcionados em Bauru com festa e homenagens. Já na entrada da cidade, o carro que trazia os dois de São Paulo foi recebido por atletas, amigos e familiares. Depois, seguiram para o Campo do Oriente, no Jardim Petrópolis, sede da ABDA atletismo. No local, integrantes da Polícia Militar, mais atletas e amigos aguardavam com faixas e muita festa.

Daniel e Neto receberam uma placa alusiva cada

Uma placa alusiva de homenagem foi entrega a Daniel Nascimento e também a Neto Gonçalves

Na sequência, todos se dirigiram para a Arena ABDA, no Jardim Terra Branca, onde foram surpreendidos por homenagens carinhosamente preparadas pela diretoria da ABDA. Uma “calçada da fama olímpica” foi iniciada em frente à Arena para eternizar a participação do primeiro atleta e do primeiro técnico da instituição em uma Olímpiada, feito almejado por todo esportista. O objetivo da diretoria da ABDA é estimular os demais atletas e, com o tempo, ampliar a “calçada”, conforme forem ocorrendo outras convocações olímpicas de atletas e treinadores da ABDA.

Em clima de alegria e descontração, com a presença da imprensa local, amigos e familiares, Daniel Nascimento e Neto Gonçalves receberam uma placa alusiva à participação na Tóquio 2020, um mascote Titan da ABDA e deixaram as marcas dos pés na “calçada da fama olímpica”. Quem passar pela frente da Arena ABDA terá oportunidade de ver no gramado os pés dos dois olímpicos da instituição.

Claudio Zopone, mantenedor da ABDA, entregou a homenagem a Daniel Nascimento e Neto Gonçalves

Claudio Zopone, mantenedor da ABDA, entregou a homenagem a Daniel Nascimento e Neto Gonçalves

Lugar de destaque – O tênis que o atleta utilizou durante a maratona no Japão também ganhou um espaço de exposição permanente na sala de troféus da ABDA. Um móvel com tampo de acrílico foi especialmente confeccionado para guardar o calçado que conduziu os pés do maratonista. Além de homenagear Daniel Nascimento, a ideia é que “relíquia” sirva de inspiração para os demais atletas da associação. “As conquistas do Daniel são de todos nós. Seu exemplo ficará para a história e servirá de inspiração para as crianças. Ele exemplificou para o mundo os ideias que carregamos na ABDA – persistência, fé e humildade”, pontuou Cláudio Zopone, fundador e mantenedor da ABDA.

Daniel Nascimento falou sobre sua participação na Olímpiada, agradeceu a recepção e esboçou planos para o futuro. “A sensação de representar o País foi intensa, é uma pressão gostosa. Agora, pretendo começar correr na Europa e com os melhores do mundo para pegar a malícia deles e estratégias de prova. Já estou de olho em Paris e quero chegar lá 100%”, explicou.

destacada_calcada