Equipe sub-11 jogou de igual para igual com potências da modalidade em todas as disputas do Festival Habawaba

Os atletas sub-11 de polo aquático da Associação Bauruense de Desportes Aquáticos (ABDA) terminaram neste fim de semana sua participação na 12ª edição do Festival Habawaba, em Lignano Sabbiadoro. A ABDA envia seus atletas para o principal evento do polo aquático infantil mundial, anualmente, desde 2011.

Os 14 atletas nascidos em 2008 e as técnicas Carolina Lioni, Gabriela Sanches e Janaína Parra Grossi embarcam hoje (24/6) de volta e devem chegar a Bauru amanhã (25/6). Na bagagem, além das medalhas e do troféu de 9º lugar da primeira divisão da competição, muita experiência e a certeza de terem disputado de igual para igual com times muito tradicionais e fortes do polo aquático mundial.

A qualidade técnica dos jogadores da ABDA e total condições de terem chegado à final ficam comprovadas ao analisar o jogo que encerrou a participação da equipe bauruense no festival. A partida foi decidida nos pênaltis e a ABDA perdeu por apenas um gol para os italianos do Swim Academy, time que foi vencido pelos húngaros do Pecsi Sporty, campeões do Habawaba 2019, por apenas um gol. A forte equipe da Hungria foi campeã das categorias sub-11 e sub-9.

O Festival Habawaba é uma competição com apoio da UNICEF, realizada anualmente e que reúne equipes das melhores agremiações esportivas de 16 países. Em 2019, foram 112 times na categoria da ABDA, a Under11.

Trabalho constante – O desempenho das crianças da ABDA Projeto Futuro na importante competição internacional é fruto de um incansável trabalho de equipe multidisciplinar que utiliza o esporte como ferramenta para o desenvolvimento de crianças e adolescentes, tornando-os cidadãos mais dignos e contribuindo para uma sociedade melhor.

As vitórias da ABDA nas piscinas, e também nas pistas de atletismo, são frutos de vitórias muito maiores na vida de cada uma das crianças que participam das atividades do projeto social idealizado em 2010 pelos empresários bauruenses Claudio e Junior Zopone.

Envolvidos em um trabalho sério e levando ao pé da letra o lema da ABDA – PERSISTÊNCIA, HUMILDADE e fé -, os atletas atestam que, ao receber oportunidades, podem chegar mais longe do que imaginam, melhorar a autoestima, alimentar sonhos e colecionar conquistas, não apenas no esporte, mas também na educação.

Entre as crianças que, desde 2011, tiveram a oportunidade de participarem do Festival Habawaba, hoje, estão atletas convocados para compor seleção brasileira por mais de uma vez e que colecionam títulos de campeões brasileiros, sul-americanos e também importantes conquistas escolares.

É o caso de Luan Barbieri, goleiro da ABDA que participou da edição 2011 do Habawaba. O atleta, além de se destacar no polo aquático, foi aprovado em 2019 no concorrido concurso público da Academia de Polícia Militar do Barro Branco (APMBB), ficando em 12º lugar dentre os cerca de 17 mil inscritos na prova.

ultimodia