Equipe estuda teorias agora para seguir se destacando nas competições após pandemia

Competições esportivas, treinos e outras atividades diárias estão suspensas devido ao isolamento social adotado para superar a proliferação do novo coronavírus causador da Covid-19. Porém, a equipe técnica da Associação Bauruense de Desportes Aquáticos (ABDA) aproveita para fazer desse período uma oportunidade de enriquecer conhecimentos, mostrando que ficar isolado em casa não é sinônimo de estar ocioso.

Além de elaborar treinos físicos regulares enviados aos atletas para manterem o bom condicionamento físico e também executá-los em casa, os técnicos da ABDA estão usando a rotina diferente para leitura de livros relacionados a suas respectivas áreas, assistir lives de profissionais renomados na internet, fazer cursos online entre outras coisas.

Há até quem aproveitou o momento para adiantar os estudos acadêmicos. É o caso do técnico de polo aquático Emerson Martins que está fazendo uma pós-graduação sobre Treinamento Esportivo na modalidade EAD (ensino à distância). “Eu já tinha começado, mas estou aproveitando para adiantar tudo, vendo as coisas com mais calma também”, conta.

Trocando figurinhas – Ficar em quarentena causa um grande impacto na rotina. Mas, é possível se manter ativo e produtivo durante este período. É o que provam as fisioterapeutas da ABDA, Alessandra Dourado Marques e Paula Azenha, que estão “trocando figurinhas” por meios digitais.

As figurinhas nesse caso são artigos científicos da área das profissionais, que colocaram como meta ler um artigo por semana. “Eu também tenho lido livros técnicos da área e participado de algumas lives no Instagram, de manhã ou à noite”, completa Alessandra.

Técnicos da ABDA assistem lives com profissionais renomados nas redes sociais durante quarentena

Técnicos da ABDA assistem lives com profissionais renomados nas redes sociais durante quarentena

Lives em alta – Se no “mundo comum”, as apresentações ao vivo dos artistas na internet estão cada vez mais em alta, no “mundo dos esportes”, o que faz sucesso são as lives com profissionais renomados nas redes sociais. Praticamente toda a equipe técnica da ABDA tem participado desses encontros virtuais onde ocorrem trocas de experiência e aprendizagem.

Cadu Lanças, técnico da natação, é um dos profissionais que tem apostado nas lives e também realiza cursos online para angariar conhecimentos. “Estou fazendo dois cursos online. Um do Comitê Olímpico Brasileiro sobre iniciação na natação e valores olímpicos e outro sobre periodização de treinamento de força. Além disso, estou participando de encontros semanais com técnicos de todo Brasil e participando das lives também através do Instagram”, relata.

Dicas de leitura – A leitura é outra atividade que tem feito parte da quarentena da equipe técnica da ABDA. O técnico Cadu Lanças acabou de ler “Qual é a tua obra?: inquietações propositivas sobre gestão, liderança e ética”, livro de Mário Sergio Cortella, e já está com mais dois na cabeceira da cama. “Estou lendo agora ‘Treinador’ e ‘Força interior’”, conta.

O livro “Força Interior”, de Valdemir Pereira Barbosa é uma boa dica de leitura para o momento atual, não apenas para profissionais do esporte. A obra traz mensagens simples, pensamentos para fortalecer o bem-estar íntimo e incentivar o ânimo, a coragem e a esperança.

"Treinador" conta história de um treinador de beisebol e basquete e como ele lidava com as equipes

“Treinador” conta história de um técnico de beisebol e basquete e como ele lidava com as equipes

Já o livro “Treinador: lições sobre o jogo da vida”, de Michael Lewis, serve de inspiração para todos ligados ao esporte. Tanto que está sendo lido coincidentemente também pela técnica de polo aquático Janaína Parra Grossi. “O livro conta a história de um treinador de beisebol e basquete. Explica como ele lidava com as equipes, a seriedade com a qual encarava os desafios. Passa a mensagem para sempre acreditar na equipe, independente do grupo que tem”, resume Cadu.

Além da leitura, a técnica Janaína também usa seu tempo em casa para realizar cursos online e participar de lives sobre treinamento e relacionamento com atletas. “Assisto lives de técnicos americanos, canadenses. Participei de uma com Mike Young, diretor do maior centro de treinamento de alta performance nos EUA”, conta.

Foco na estratégia – O técnico de polo aquático Alexandre Dezani, além das lives, investe seu tempo na quarentena para assistir e analisar jogos das principais seleções e times da modalidade no mundo. Se o momento não permite intensificar o treinamento na piscina, é hora de focar na estratégia. O técnico assiste aos jogos, grava vídeos com explicações sobre as jogadas, tira prints de vários lances das partidas e faz uma análise tática do posicionamento dos jogadores. Em seguida, envia aos seus atletas com comentários.

Dezani analisa jogos como este entre Barceloneta x BPM, time italiano, nas finais da Liga Europeia

Dezani analisa jogos como este entre Barceloneta x BPM, time italiano, nas finais da Liga Europeia

Todas essas iniciativas têm como objetivo fazer com que a ABDA retome as atividades com os atletas na melhor condição possível, aplicando o conhecimento teórico adquirido pela equipe técnica no período de isolamento para seguir se destacando nas competições, como vem ocorrendo ao longo dos anos.

destacada