Daniel Nascimento e mais 4 atletas competem na Polônia no dia 17 de outubro

O atleta da Associação Bauruense de Desportes Aquáticos (ABDA) Daniel Nascimento e mais quatro atletas de outras agremiações foram convocados pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) para disputar o Campeonato Mundial de Meia Maratona, marcado para o dia 17 de outubro em Gdynia, na Polônia. O evento, inicialmente previsto para o dia 29 de março, foi adiado devido à pandemia global da covid-19.

Daniel Nascimento foi convocado para representar o Brasil no Mundial após a vitória na 14ª Meia Maratona Internacional de São Paulo em fevereiro, com 1h04min34seg., conquistando o índice para o Mundial, que é de 1h05min. “Estou muito confiante para disputar e representar o Brasil no Mundial de Meia Maratona, meu primeiro Mundial na categoria adulto. Conseguimos fazer uma boa preparação e espero conseguir fazer uma grande marca no Mundial”, comentou.

A delegação brasileira no Campeonato Mundial de Meia Maratona será composta pelos atletas Daniel Nascimento, Ederson Vilela Pereira e Gilmar Silvestre (masculino) e Valdilene dos Santos Silva e Andréia Aparecida Hessel (feminino), além do treinador Cláudio Castilho.

A competição terá a participação de 283 atletas de todo o mundo, sendo 157 no masculino e 126 no feminino. Os atletas africanos são os grandes favoritos. “Daniel conseguiu realizar a preparação para esta competição, mesmo diante as dificuldades e incertezas desta temporada devido à pandemia. Realizamos um novo planejamento, mesmo sem a certeza da realização, seguimos treinando para o Mundial, que é a competição mais importante desta temporada, e acreditamos que o Daniel tem condições de realizar uma grande prova”, aposta o técnico Neto Gonçalves.

Cuidados sanitários – A delegação brasileira embarca para a Polônia no dia 14, tomando todos os cuidados e protocolos rígidos da competição. Todos os integrantes da delegação deverão atender às determinações previstas nos protocolos inseridos nas Políticas de Saúde Pública da Polônia. Há também o Protocolo de Liberação Médica, que consiste em dois estágios, com testagens para covid-19.

O uso da máscara é obrigatório em todos os locais públicos para toda a equipe, exceto quando sentados para a realização das refeições (a máscara deve ser colocada sempre que levantar da mesa, mesmo que seja por um breve momento). Ela pode ser retirada também no percurso da corrida, aquecimento e áreas de treinamento (deve ser usada enquanto se dirige a esses locais e nas áreas do hotel).

destacada