Competição é seletiva para fase nacional; Rodolfo Prado garantiu índices, Tiago Esquerdo e Wellington Silva também se destacaram

A Associação Bauruense de Desportes Aquáticos (ABDA) participou neste final de semana, no Centro Paralímpico Brasileiro, em São Paulo, da fase Regional SP do Circuito Brasil Loterias Caixa de Atletismo Paralímpico. A competição é seletiva para a fase nacional do torneio.

O grande destaque pela ABDA foi o atleta Rodolfo Henrique Prado que conquistou índices e medalhas em todas as provas que disputou. Rodolfo garantiu a prata no salto em distância e nos 800 metros, conquistou também o bronze nos 400 metros. O atleta compete nas classes T20 e F20 (entenda melhor abaixo). Nas 3 provas em que participou, Rodolfo conseguiu índices para a fase nacional.

Rodolfo garantiu a prata no salto em distância e também nos 800 metros e conquistou também o bronze nos 400 metros

Rodolfo garantiu a prata no salto em distância e nos 800 metros, conquistou também o bronze nos 400 metros

O atleta Tiago de Souza Esquerdo (Classe T11) conquistou o bronze nos 1500 metros e ficou bem próximo do índice. Ele também garantiu a medalha de prata nos 5000 metros para a ABDA.

O atleta Tiago de Souza Esquerdo com o atleta guia Paulo Roberto de Carvalho no pódio da medalha de prata nos 5000 metros

O atleta Tiago Esquerdo com o atleta guia Paulo Roberto de Carvalho no pódio da medalha de prata nos 5000 metros

O atleta Wellington Silva Antônio (T20 e F20) conquistou a 6ª colocação no salto em distância, a 8ª colocação nos 800 metros e a 10ª colocação nos 400 metros.

Para Neto Gonçalves, técnico de atletismo da ABDA, o saldo foi muito positivo. “Foi a primeira competição da temporada no paralímpico e os atletas irão evoluir bastante ainda. Teremos oportunidades para Tiago e Wellington conseguirem os índices”, afirma.

Na competição deste final de semana, a equipe de atletismo paralímpico foi acompanhada pela treinadora Evellin Passos e o atleta Lucas Borges. Tiago de Souza Esquerdo competiu tendo como atleta guia Paulo Roberto de Carvalho.

Entenda classificações no atletismo paralímpico

No atletismo paralímpico, os competidores são encaixados em categorias de acordo com o tipo de sua deficiência. As categorias de números 11 a 13 são reservadas para deficientes visuais, a número 20 para atletas com deficiência intelectual, 32 a 38 para portadores de paralisia cerebral (sendo 32 a 34 para atletas em cadeira de rodas e 35 a 38 para ambulantes), 40 a 46 para amputados e les autres e 51 a 58 para amputados e paraplégicos que correm em cadeira de rodas.

Cada categoria possui um prefixo no atletismo paralímpico, sendo F para eventos de campo (“field”, em inglês) e T para eventos de pista (“track”, em inglês).

destacada